domingo, 18 de agosto de 2013

TOP 5 Estádios da Europa, 5º lugar: San Siro / Giuseppe Meazza

Apenas não poderia perder a oportunidade de conhecer os templos do futebol que devotamente acompanho pela TV praticamente todos os dias. E como sou fã de listas... eis aqui o quinto melhor estádio que visitei na Europa:

Estádio Giuseppe Meazza/San Siro, de 
Milan e Interzionale.
Janeiro/2013, Milão, Itália.

Com reforma nos arredores do estádio e gelo aglomerado nas ruas, sofremos pra chegar ao principal estádio italiano. O trajeto do bonde estava interrompido e enfrentamos uma caminhada de pelo menos 1,5km sob um frio próximo de 0ºC e muito vento. Nada demais pra quem está com o peito quente de entusiasmo (eu, né. Juju preferia a morte hahaha).
Adentramos ao San Siro/Giuseppe Meazza antes das 10h e fomos direto comprar os BIGLIETTI (13€ adulto). Começamos a tour pelo MUSEO, onde há uma divisão exata entre vermelho e azul. As homenagens aos ilustres jogadores (o trio holandês dos 90’s, Maldini, Ronaldo, Zamorano) e os históricos dos títulos são resumidos à exposição de alguns livros, revistas, fotos e muitos troféus em corredores mal iluminados. Se a história é rica, esteticamente é de uma pobreza espantosa. O momento mais high-tech é um projetor de imagens, ou seja, um cineminha mequetrefe. DISILLUSIONE define.


Pois bem, esperamos chegar mais alguns turistas pra formar o grupo (umas 20 pessoas) de visita às arquibancadas e bastidores do estádio. E então ANDIAMO. A guia pergunta se era melhor falar inglês ou italiano. Com a maioria asiática do grupo, ela falava primeiro em inglês e depois falava para três ou quatro em italiano. O estádio é velho (última reforma foi pra Copa de 90) e nos lembra um pouco das tosqueiras dos estádios brasileiros (falta de banheiro, sujeira...). Juju classificou o estádio como LATRINA, mas sob influência do frio intenso e mau humor, portanto favor desconsiderar. As arquibancadas no geral são muito bonitas e as clássicas pilastras, marcas do estádio, impressionam pelo tamanho. Nos bastidores é tudo pomposo e maquiado com vasos, panos esticados e luz; os vestiários tem estilos bem diferentes - o da Inter é mais prático e do Milan mais cheio de frescura. 

Durante o percurso de uns 40 minutos, a guia conta a história dos clubes e algumas curiosidades, mas faz o trabalho sem empolgação de torcedor, bem diferente da tiazinha cativante que mostrou o estádio do Chelsea. E isso faz MUITA diferença pro visitante.


Em resumo, gostei pq sou fã de futebol, não recomendo para o turista comum.




Para conferir o Top 5 sobre estádios europeus, clique aqui.

Um comentário:

Jorge Ramiro disse...

É um estádio moito bonito, em Milan. Eu nasci em Jabaquara, mas eu me mudei para Itália com meus pais quando eu tinha 10 anos.