quinta-feira, 30 de julho de 2009

Há 9 anos, a primeira vitória de Rubens Barrichello

Dia 30 de julho de 2000, domingo. GP da Alemanha de Fórmula 1, autódromo de Hockenheim. À época, eu gravava todas as corridas, na expectativa de registrar a primeira vitória de Rubens Barrichello.

Há exatos nove anos, Rubinho largaria em 18º e, portanto, com diminutas chances de vencer. 'Essa aí nem precisa gravar, Marcelo', 'Pare de ser besta, moleque'. Mas eu, teimoso feito uma porta, preparei o VHS e mandei o REC quando o Galvão soltou o clássico 'voltamos em definitivo...'.

No final da prova, após um maluco entrar na pista e Barrichello ultrapassar quase todo mundo, um pé-d'água atingiu a parte lenta do circuito... épico! A pista de Hockenheim era gigante (quase 7km) e a parte veloz do traçado estava seca, mas a parte do estádio, onde fica o público e as curvas são lentas, estava absolutamente encharcada. E quase todos os pilotos foram colocar pneus próprios para chuva enquanto Rubinho manteve os slicks.

As últimas voltas foram eletrizantes, pois a chuva começou a atingir as outras partes do circuito, tornando a dirigibilidade do carro de Rubens cada vez mais impraticável. Eu chorei de soluçar nas últimas 5 voltas. E Barrichello manteve um bom ritmo, numa das atuações mais fantásticas de um piloto em todos os tempos. Galvão se engasgou, emocionado. Reginaldo Leme chorou e mal conseguia comentar. Inesquecível!

Em tempo: perdi o VHS, mas hoje existe o Youtube!



Let's Rock! >>> Rubens & The Barrichellos -Parabolica/Brazil

3 comentários:

Michel Urânia disse...

e eu me lembro deste dia, não me acordaram para ver a corrida, só acordei com o pessoal chorando na sala!ehehehhe
nesse tempo o rubinho pregou uma peça na gente, esses dias pregou uma peça no massa
:P aeuahehuaaehuae

Marcelo Urânia disse...

mas q piadinha, ein. convenhamos... HAHA

giancarlo rufatto disse...

classico mesmo, até me emocionei devolta.