sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Mileides

Às vezes, reluto para acreditar que o tempo avançou de tal forma. O casório do mileide Celso Jr., vulgo Juninho, rendeu momentos de profunda reflexão. Um momento tão marcante pra uma pessoa tão próxima provoca flashbacks e traz a infância aqui pra perto. Sem perceber, me deixei leve, jovial e feliz por umas sete horas no último sábado.

E é interessante relacionar acontecimentos tão distintos e atemporais por, superficialmente, não existir razão alguma em unir o casamento às molecagens, mas a total consciência de que o homem de hoje é reflexo de uma vida inteira fez com que eu partilhasse aquelas horas com meu primo querido e sua esposa à mercê do que eu gosto de chamar de felicidade plena.

Desejo do fundo do meu coração que o Celsão e a Juliana sejam felizes para sempre. Pois eu acredito em matrimônio feliz sim, desde que o casal seja inteligente o suficiente para adaptar-se à vida em casal por amor. E, sem dúvida, eles são.

É isso, foi um post-homenagem ao querido Mileide.

Celsão, eu e Zelu: os Mileides.

Primos no casório.

Let's Rock! >>> The Smiths - There Is A Light That Never Goes Out

Nenhum comentário: