quinta-feira, 19 de junho de 2008

My Blueberry Nights

Apesar da tradução do nome para o português ser terrível - Um Beijo Roubado -, o diretor chinês Wong Kar-Wai transforma o clichêzão máximo do cinema num belo filme: moça mal-amada (Norah Jones) encontra um possível novo amor (Jude Law), mas precisa amar a si mesmo antes de qualquer coisa. Nas andanças para se encontrar, depara-se com tipos ainda mais tristes e desamparados (Rachel Weisz, David Strathairn, Natalie Portman), servindo de lição para que ela encontre a força interior que tanto precisa para esquecer o último desamor.

Mas se é um clichêzão, porque My Blueberry Nights é tão bom? Metáforas, meus amigos! Metáforas! O diretor mostra tudo o quê se passa no broken heart de Norah Jones, expondo divergências e desagrados das histórias secundárias. E sem explicá-las à exaustão. Tá tudo no olhar singelo da protagonista. E há, ainda, as enigmáticas tortas de blueberry (mirtilo, em português) - doces, mas com uma certa acidez no canto da boca.

E ainda nem falei da trilha sonora impecável, das cores refletidas nas vidraças, do cabelo 'me-aperta-me-cheira-me-chama-de-monbijou' da Rachel Weisz, da voz sensualíssima da musa Chan Marshall...










Let's Rock! >>> Ry Cooder - Busride

7 comentários:

André Ramiro disse...

rrrrrrrrealmente.....hehe

giancarlo rufatto disse...

gostei não.

Marcelo Urânia disse...

ah, gian. para de ser estraga prazer. haha mó lindo o filme, cara! acho até q o ryan adams levou a mandy moore no cine pra ver esse filme. hahahahaha

André Ramiro disse...

ô cara, nem reconheci vocês naquele carrão!!!! tá demais brô! ahaha
que massa!
abração

Marcelo Urânia disse...

hahaha viu q chisque? haha os caras lá do prédio falaram "tá sobrando, ein, marcelão?". eu respondi "tá sobrando dívida!" hahahahahaha

Túlio disse...

filme foda.

Julyanna Cosme disse...

É o meu filme preferido, passando à frente de '' a vida secreta das palavras'' apenas, pela trilha sonora, que é incrível. Sua sinopse, foi a melhor que já li até hoje, arrasou.